Covid-19

COVID-19

Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br
Acessibilidade

Covid-19

Ivaiporã ocupa 36º e 28º lugar no ranking de doses aplicadas entre 399 municípios no combate à pandemia

Terça-feira, 23 de março de 2021

Última Modificação: 23/03/2021 15:49:48 | Visualizada 1273 vezes

A cada lote recebido são mobilizadas as equipes do programa Saúde da Família para vacinar no Centro Cultural, por meio do drive thru e público-alvo acamado.


Ouvir matéria

Conforme dados do Governo do Estado o município de Ivaiporã ocupa 36º e 28º lugar no ranking da 1ª e 2ª doses aplicadas entre 399 municípios. Os dados podem ser acompanhados pelo link http://www.coronavirus.pr.gov.br/vacinacao-ranking
A diretora do Departamento Municipal de Saúde, Cristiane Pantaleão, e a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Nilza Fernandes, explicaram que a cada lote recebido são mobilizadas as equipes do programa Saúde da Família para vacinar no Centro Cultural, por meio do drive thru e público-alvo acamado. 
Cristiane Pantaleão informou que o município depende de repasse de doses para cumprir o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 elaborado pelo Ministério da Saúde. “O nosso desejo é vacinar entre 18 e 100 anos. Mas não depende da nossa vontade. Enquanto aguardamos mais lotes para imunizar as demais faixas-etárias estamos cadastrando a população, porque será necessário independente da idade ou classe social”, contou Cristiane Pantaleão. 
Vale lembrar que é exigido cadastro da população – nome completo, idade, endereço e CPF para que seja vacinada contra Covid-19. Após aplicação da vacina a Vigilância Epidemiológica lança os referidos dados no SI-PNI (Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações) que incluem o lote, vacina aplicada e a data da imunização. 
No Paraná, o processo de vacinação contra coronavírus é fiscalizado pelo Tribunal de Contas do Estado e pelo Tribunal de Contas da União – principalmente no que diz respeito ao cumprimento da ordem de prioridade de imunização estabelecida pelo Ministério da Saúde.
“Estamos felizes pelas respectivas colocações no ranking de doses aplicadas entre os 399 municípios, porque reflete o controle que fazemos com a quantidade de vacinas recebidas e aplicadas”, analisou Nilza Fernandes. 
Na segunda-feira, dia 22 de março, o Ministério da Saúde enviou ofício aos Estados, municípios, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) alertando sobre a importância de atualizar as informações sobre a vacinação no sistema utilizado para contabilizar as doses aplicadas. 
As autoridades de saúde devem fornecer os balanços de vacinação em até 48 horas pelo Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização ou por meio de uma plataforma de integração para quem não utiliza o sistema do Ministério da Saúde, que criou a página https://viz.saude.gov.br/extensions/DEMAS_C19Vacina/DEMAS_C19Vacina.html com o objetivo de analisar o ritmo da campanha de imunização dos grupos prioritários.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também