Covid-19

COVID-19

Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br
Acessibilidade

Parceria

Prefeitura de Ivaiporã e Fatec criam Escuta Acolhedora Covid-19 para profissionais da saúde e assistência social

Quinta-feira, 15 de abril de 2021

Última Modificação: 15/04/2021 11:25:23 | Visualizada 686 vezes

O projeto Escuta Acolhedora conta com reforço de 7 estagiárias.


Ouvir matéria

Há 1 ano, a pandemia do coronavírus (Covid-19) causa solidão, insegurança, angústia e instabilidade econômica, o que despertou a importância da saúde mental. A população sente os impactos emocionais e especialmente os profissionais ligados à saúde ou assistência social. 
Por isso, a Prefeitura de Ivaiporã e a Fatec (Faculdade de Tecnologia do Vale do Ivaí) iniciam o projeto Escuta Acolhedora Covid-19, por meio do Departamento Municipal de Saúde, com a psicóloga Lumi Hashimoto, e do curso de Psicologia, com a coordenadora Jenifer Pavan de Paula. 
O profissional da saúde ou da assistência social que deseja ser escutado deve entrar em contato pelo WhatsApp (43) 99609-3977 e agendar o horário de segunda a sexta-feira. O projeto Escuta Acolhedora conta com reforço de 7 estagiárias.
“A pandemia do coronavírus causa muito sofrimento emocional na população e há uma sobrecarga de estresse e angústia que recai sobre os profissionais da saúde e da assistência social. Às vezes os profissionais dedicados ao cuidado só percebem que estão precisando de apoio quando estão em crise ou usando medicação. Por isso, o objetivo é evitar trauma psicológico com a Escuta Acolhedora”, explicou Lumi Hashimoto.
Segundo Lumi Hashimoto e Jenifer Pavan de Paula se a saúde mental não for apoiada a tendência é agravar. “A escuta tem o potencial de transformar vidas, porque em tempos de tanto sofrimento e morte, cuidar de quem cuida na pandemia, é promover  mais  vida”, analisou Lumi Hashimoto.
Nesta quarta-feira, dia 14 de abril, a BBC News Brasil publicou a pesquisa do Instituto Ipsos, encomendada pelo Fórum Econômico Mundial, comprovando que 53% dos brasileiros declararam que o bem-estar mental piorou um pouco ou muito em 1 ano. Essa porcentagem só é maior em quatro países: Itália (54%), Hungria (56%), Chile (56%) e Turquia (61%).
 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também