Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br
Acessibilidade

2020 a 2022

Ivaiporã passa do 277º lugar em 2020 para 56º em 2022 no ranking estadual do programa Previne Brasil e 1º regional

Terça-feira, 18 de outubro de 2022

Última Modificação: 24/10/2022 10:51:29 | Visualizada 167 vezes

Embora seja divulgado a cada 4 meses, o indicador demora 1 ano para ser avaliado.


Ouvir matéria

Os serviços de atendimento voltados à Atenção Primária à Saúde sempre foram tratados como prioridade na gestão Carlos Gil e Marcelo Reis. Os resultados do programa Previne Brasil, divulgados pelo Ministério da Saúde, comprovam o desempenho das equipes do Departamento de Saúde de Ivaiporã. Embora seja divulgado a cada 4 meses, o indicador demora 1 ano para ser avaliado.

Em 2021, o município de Ivaiporã ocupou respectivamente o 277º (nota 2.97), 292º (nota 4.06) e 278º (nota 5.33) lugar no ranking do Estado.

Com investimentos na saúde e dedicação das equipes, em 2022, Ivaiporã ficou em 223º lugar (nota 6.31) no 1º quadrimestre e 56º no 2º quadrimestre entre os 399 municípios do Estado – ocupando o 1º lugar entre os 16 municípios da 22ª Regional de Saúde com nota 9,03.

A avaliação soma 7 indicadores: consultas de pré-natal, número de gestantes que fizeram exames de sífilis e HIV, atendimentos odontológicos, proporção de mulheres com coleta de citopatológicos, número de crianças de 1 ano de idade vacinadas contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, infecções causadas por Influenza tipo B e poliomielite, cobertura vacinal e cuidados com doentes crônicos.

 

Desafio

“Eu sabia que iríamos melhorar, porque as equipes se empenharam muito desde que o prefeito Carlos Gil e o vice-prefeito Marcelo Reis assumiram a gestão. Mas não imaginei que ficaríamos com a nota 9,03. Afinal, o município era um dos últimos colocados”, declarou a diretora do Departamento de Saúde, Cristiane Pantaleão, reconhecendo que o desafio é melhorar a posição ranking do programa Previne Brasil.

A coordenadora da UBS Santo Antônio, Karla Montoro, afirmou que valeu a pena a dedicação. “Os resultados são méritos das equipes. Se não fossem realizados os procedimentos corretos para atender efetivamente a população não alcançaríamos os indicadores”, defendeu Karla Montoro.

Fabiane Cobianchi, que é coordenador da Atenção Primária à Saúde, explicou que foram levantadas as inconsistências do sistema e alimentados adequadamente os indicadores, o que refletiu na melhoria do atendimento à população.

Entre janeiro de 2021 e outubro de 2022, a Prefeitura de Ivaiporã inaugurou 2 UBS (Porto Belo e Jacutinga); implantou a UPA 24h; reestruturou as equipes de saúde; renovou a frota de carros, ambulâncias e ônibus; criou programas específicos de atendimentos à população; promove formação continuada dos profissionais; iniciou a construção de mais 2 UBS – Vila Nova Porã e Vila João XXIII na divisa com o Jardim Luiz XV (R$1.911.216,02); e lançou o concurso público, cujas provas serão aplicadas no dia 23 de outubro.

O prefeito em exercício Marcelo Reis parabenizou os profissionais pela nota positiva. “As equipes são comprometidas com a saúde da população de Ivaiporã. Quanto ao indicador comprova que é possível obter bons resultados com planejamento e foco no plano de governo”, observou o prefeito.

 

Portaria 2.979

Por meio do programa Previne Brasil, que foi instituído pela Portaria 2.979 de 12 de novembro de 2019, o desempenho dos municípios brasileiros na Atenção Primária à Saúde tem impacto no financiamento federal.

O financiamento da Atenção Primária à Saúde é calculado com base em 4 componentes: capitação ponderada; pagamento por desempenho; incentivo financeiro com base em critério populacional; e incentivos para ações estratégicas. Cada componente amplia o acesso das pessoas aos serviços da Atenção Primária à Saúde e promove o vínculo entre a população e as equipes de saúde – com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas assistidas.

A capitação ponderada é uma forma de repasse financeiro da Atenção Primária às prefeituras a ao Distrito Federal, cujo modelo de remuneração é calculado com base no número de pessoas cadastradas. Este componente considera fatores de ajuste como a vulnerabilidade socioeconômica, o perfil de idade e a classificação rural-urbana do município de acordo com o IBGE.

E, por meio desse cadastro, é possível estimar o quantitativo da população que pode fazer uso dos serviços prestados pela equipe e Unidade Básica de Saúde (UBS).

 

Ranking regional do Previne Brasil

https://site.esusfeedback.com.br/#/previne-brasil/regional

Ivaiporã (2021/2022)

2021

1º quadrimestre

277º (nota 2,97)

2º quadrimestre

292º (4,06)

3º quadrimestre

278º (5,33)

2022

1º quadrimestre

223º lugar (nota 6,31)

2º quadrimestre

56º (nota 9,03)

1º lugar entre 16 municípios da 22ª Regional de Saúde

3º quadrimestre

Sairá em dezembro

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também