Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br
Acessibilidade

Medidas

Defesa Civil Municipal vai editar 2 decretos de emergência devido ao mau tempo em Ivaiporã

Segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Última Modificação: 31/10/2022 13:47:07 | Visualizada 528 vezes

O número de pessoas afetadas pelo vendaval ultrapassa 3 mil.


Ouvir matéria

Os prejuízos causados por vendaval e inundações no município de Ivaiporã motivaram uma reunião, nesta segunda-feira, dia 31 de outubro, entre o presidente da Comissão Municipal e Proteção da Defesa Civil do Município, Carlos Gil, adjunto Marcelo Reis, coordenadora Denise Kusminski, adjuntos Bruno Montoro (Departamento de Obras) e Ilson Gagliano (Departamento de Viação), procurador-geral do município, Bryan Gasparoti, diretores dos Departamentos de Assistência Social e de Indústria e Comércio, Flávia Kuss e Alex Fonseca – respectivamente, e a presidente da Câmara de Vereadores, Gertrudes Bernardy. 
Após análise dos prejuízos, Carlos Gil e Denise Kusminski concluiriam que é necessário editar 2 decretos de situação de imergência devido aos danos causados por vendaval, no sábado, dia 29 de outubro, e às inundações constatadas, nesta segunda-feira, dia 31 de outubro, afetando residências, empresas, ruas e pontes na área rural. 
O número de pessoas afetadas pelo vendaval ultrapassa 3 mil. De acordo com o Corpo de Bombeiros 121 famílias receberam lona para cobrir os telhados. Em Ivaiporã, há 3 pontos críticos de alagamentos: Jardim Iporã, Abrigo de Animais Toca de Assis e na Rua Emílio Ganzert – sentido Furnas. Além destes, foram constatados rompimentos de pontes. Mas há equipes dos Departamentos de Obras e de Viação trabalhando para diminuir os riscos de acidentes.  

Lona e telhas de Eternit
“As equipes que integram a Comissão Municipal e Proteção da Defesa Civil do Município estão providenciando mais lonas e telhas de Eternit, e levantando os danos causados pelos alagamentos nas áreas rural e urbana – especialmente nos prédios públicos da Prefeitura, tais como estabelecimentos de ensino e Unidades Básicas de Saúde [UBS] para garantir que os atendimentos não sejam interrompidos”, informou Carlos Gil. 
Quem recebe até 3 salários mínimos e precisar de lona ou telhas de Eternit deve ir ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que atende na Avenida Dr. Melvis Muchiuti, 980; levar documentos pessoais, comprovante de endereço e foto da residência danificada pelo mau tempo; preencher uma declaração; pegar a lona no Cras ou no Quartel do Corpo de Bombeiros, e telhas de Eternit no Pátio do IBC (Vila Nova Porã). O Cras mantém atendimento no horário do almoço. A entrega de cesta básica segue o critério de salário mínimo. 

Copel 
À Companhia Paranaense de Energia (Copel) também foi solicitada mais agilidade no restabelecimento dos serviços. “A gerência da Copel de Ivaiporã informou que há uma equipe grande a campo. No entanto, é necessário aguardar a chuva amenizar para dar sequência aos trabalhos”, contou Carlos Gil. 

Sanepar 
Quanto ao abastecimento de água a Sanepar emitiu nota de Utilidade Pública, nesta segunda-feira, dia 31, informando que o distrito Alto Porã está sem energia e as chuvas inundaram a captação de água do Rio Pindaúva. Por isso, o sistema está parado, uma vez que os reservatórios estão abaixo do nível mínimo para operação. 
“Não há qualquer previsão para voltar a abastecer a cidade. Mas os caminhões-pipa continuarão atendendo de forma emergencial em hospitais, UBS, Lar dos Idosos, Casa Lar e escolas”, informou a assessora de imprensa da Sanepar, Giovanna Migotto da Fonseca. 
A Sanepar orienta a população a fazer uso econômico da água, priorizando higiene pessoal e alimentação. Limpezas pesadas devem ser adiadas. 
 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também