Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br

Parcerias

Campanha de Doação de Sangue é mobilizada pela Prefeitura de Ivaiporã, Fatec, Rotary Club e OAB

Quarta-feira, 03 de maio de 2023

Última Modificação: 07/05/2023 18:24:03 | Visualizada 1054 vezes

O objetivo é realizar a 2ª Campanha de Doação de Sangue, em breve, com os demais doadores que fizeram cadastro reserva nesta 1ª etapa.


Ouvir matéria

O Departamento de Saúde da Prefeitura de Ivaiporã, Fatec (Faculdade de Tecnologia do Vale do Ivaí), Rotary Club e a Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil estabeleceram parceria com o Hemonúcleo de Apucarana e realizaram a Campanha de Doação de Sangue, na terça-feira, dia 2 de maio.

O limite foi estabelecido em 60 doadores. A coordenadora geral da Saúde, Janaina Barbosa, informou que o objetivo é realizar a 2ª Campanha de Doação de Sangue, em breve, com os demais doadores que fizeram cadastro reserva nesta 1ª etapa.

A assistente social do Hemonúcleo de Apucarana, Marta Maria Galvão Haider, considerou um bom número de doadores devido à capacidade de atendimento. “A Prefeitura cedeu profissionais e veículo para transportar as bolsas para Apucarana. Portanto, a cada 18 bolsas de sangue coletadas são encaminhadas para o Hemonúcleo de Apucarana, onde é feito o processamento de separação das plaquetas”, explicou Marta Haider.

São necessários todos os tipos sanguíneos. No entanto, o de preferência é o tipo O negativo (O-) por se tratar de doador universal para os demais tipos sanguíneos. Foi realizado cadastro com 60 doadores que se inscreverão pelo formulário eletrônico e ficaram como reserva. Compareceram 54 doadores. Mas foram coletadas 47 bolsas de sangue, uma vez que os demais ou estavam com gripe ou fazem uso de determinados medicamentos.

 

Capacidade

Cristiane Pantaleão, que é diretora do Departamento de Saúde, esteve na Fatec, onde a direção disponibilizou as salas de aula para atender os doadores e fazer a doação de sangue. “Inscrevemos 77 doadores para prevenir a ausência de alguns devido a compromissos pessoais ou profissionais. Mas a capacidade de coleta do Hemonúcleo de Apucarana é de 60 bolsas de sangue, porque são coletadas e transportadas imediatamente. O ideal é implantar pelo menos uma Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue em Ivaiporã”, sugeriu Cristiane Pantaleão.

Os médicos Mário Lage e Thaís Ogawa, que atendem no Centro de Saúde de Ivaiporã, passaram por treinamento para fazer a triagem dos doadores, enquanto o farmacêutico bioquímico da Vigilância Epidemiológica de Ivaiporã, Fabiano Ricardo da Silva, coordenou os procedimentos.

A assistente-administrativa da Delegacia de Polícia Civil de Ivaiporã, Gabriela Souza, foi uma das doadoras. “É gratificante imaginar que o meu sangue B+ poderá salvar uma vida. Eu sempre quis doar. Mas teria que me deslocar aos grandes centros. Agora, consegui concretizar o meu desejo de ajudar quem precisa de sangue”, partilhou Gabriela Souza. 

Quem também se disponibilizou foi o empresário Gabriel Koltun Rurato, que assegurou a importância da doação de sangue para salvar vidas e ajudar pessoas em situações de emergência. “A doação pode fazer a diferença na vida de alguém que precisa de transfusão sanguínea. Por isso, incentivo outras pessoas a se tornarem doadoras e a contribuírem com esta causa tão nobre”, defendeu Gabriel Koltun Rurato.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também