Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br

Segurança

Conseg e Prefeitura de Ivaiporã analisam superlotação na carceragem do Deppen e remição de pena

Terça-feira, 19 de setembro de 2023

Última Modificação: 19/09/2023 16:05:16 | Visualizada 83 vezes

A mesa de honra foi composta também pelo presidente do Conseg, Jair Burato, vereadora Gertrudes Bernardy e pelo chefe de gabinete, Alaércio Búfalo.


Ouvir matéria

O Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) e representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento de Polícia Penal do Estado do Paraná (Deppen), Polícia Científica e do 1º Subgrupamento de Bombeiros Independente se reuniram no salão nobre da Prefeitura com o prefeito Carlos Gil para debater a segurança pública.

Desta vez, referente à lotação na carceragem do Deppen, que abriga 137 presos e dispõe de 105 camas. Os demais 32 presos estão alojados. Mas a quantidade preocupa o Deppen. Na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) são 82 recuperandos.

O chefe regional das cadeias públicas, Nilton Garcia, informou que irá apresentar ao poder Judiciário o projeto Remição pela Leitura para diminuir a quantidade de presos, seguindo exemplos de outras unidades do Deppen. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cada obra lida corresponde à remição de 4 dias de pena, limitando-se no prazo de 12 meses a até 12 obras efetivamente lidas e avaliadas com a possibilidade de remir até 48 dias por ano.

 

Ressocialização

Outra medida é oferecer trabalho aos presos visando à ressocialização e à oportunidade de melhorar a autoestima – tanto do detento quanto dos familiares. E, desta forma, cumprindo a política do Governo do Estado. “Fazemos uma pré-seleção dos presos que passam por uma comissão multiprofissional, e analisamos se têm condições de trabalhar com tornozeleira em regime fechado. Se o juiz da Comarca autorizar, o preso poderá trabalhar. Por isso, apresentamos a proposta às Prefeituras de Ivaiporã e de Jardim Alegre”, explicou Nilton Garcia. Na Prefeitura de Ivaiporã, a documentação encontra-se no Jurídico para análise.

Na ocasião, Nilton Garcia apresentou dados para construção de um presídio. Mas o prefeito Carlos Gil voltou a afirmar que é contra o presídio e mostrou-se favorável ao incentivo de implantação de empresas que possam gerar empregos. No entanto, se disponibilizou a falar aos demais prefeitos da Amuvi (Associação dos Municípios do Vale do Ivaí) sobre a possível construção de um presídio na região.

 

Patrulha Rural

Na ocasião, a Polícia Militar apresentou a equipe da Patrulha Rural, que tem cadastrado produtores do Vale do Ivaí para salvaguardar a segurança e registrado em imagens as propriedades rurais com o objetivo de facilitar o mapeamento e a identificação de possíveis rotas de fuga em casos de crimes praticados contra os produtores.

O prefeito Carlos Gil parabenizou o empenho do Conseg, trabalho desenvolvido pela Patrulha Rural, aumento no efetivo da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar de Ivaiporã, que passou de 125 para 178 policiais, e citou a recente pesquisa de avaliação da administração municipal.

No que se refere aos problemas citados pela população, a segurança pública ocupa o 3º lugar (8,58%). “Em breve, a segurança pública será reforçada com a construção da Delegacia Cidadã – fruto da dedicação do governador Carlos Massa Ratinho Júnior”, afirmou Carlos Gil.

A mesa de honra foi composta também pelo presidente do Conseg, Jair Burato, vereadora Gertrudes Bernardy e pelo chefe de gabinete, Alaércio Búfalo.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também