Rua Rio Grande do Norte, 1000 | (43) 3471-1950 | 0800-649-3472 | administracao@ivaipora.pr.gov.br

Votação

Prefeito Carlos Gil reitera apoio à implantação do ensino cívico-militar em Ivaiporã

Domingo, 26 de novembro de 2023

Última Modificação: 27/11/2023 11:22:21 | Visualizada 271 vezes

"Reafirmo o compromisso que lutar pela melhoria da qualidade da educação no município", afirmou o prefeito Carlos Gil.


Ouvir matéria

O Governo do Paraná deseja tornar 127 colégios estaduais em cívico-militares em 2024. A consulta pública ocorrerá na terça e quarta-feira, dias 28 e 29 de novembro, entre as 08h00 e 22h00. Podem votar professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição de ensino. Estudantes maiores de 16 anos também podem votar. É necessário levar documento pessoal com foto.

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação o Paraná tem o maior número de colégios cívico-militares no Brasil: 206. Se a transformação dos demais colégios for aprovada o número pode chegar a 333.

Em 2020, os Colégios Estaduais Idália Rocha e Antônio Diniz Pereira, em Ivaiporã, tiveram a chance de implantar o modelo. Mas a comunidade escolar votou contra. Em 2023, o Colégio Estadual Antônio Diniz Pereira volta a constar na lista dos 127 com oportunidade de implantar o ensino cívico-militar.

 

Valores cívicos

“Reafirmo o compromisso que lutar pela melhoria da qualidade da educação no município. Em 2020, defendi vigorosamente a implantação de colégios cívico-militares como uma alternativa para fortalecer os valores cívicos, a disciplina e o desenvolvimento integral dos jovens, porque acredito nos benefícios que um ambiente cívico-militar pode trazer para a formação dos estudantes, promovendo valores fundamentais e preparando-os para os desafios da vida”, opinou o prefeito Carlos Gil.

Embora os Colégios Estaduais Idália Rocha e Antônio Diniz Pereira não tenham obtido aprovação da comunidade escolar, em 2020, o prefeito Carlos Gil respeitou a decisão democrática. Mas lamentou profundamente que a proposta não tenha sido bem recebida.

Baseado nos resultados do ensino cívico-militar implantado anteriormente o Governo do Estado listou como vantagens: 6 aulas diárias; disciplinas de Cidadania e Civismo; redução do abandono escolar; melhora no rendimento escolar; alta frequência nas aulas; e participação dos adolescentes nas mudanças social, ambiental, cultural e política. Além disso, 80% das escolas tiveram aumento no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

“O governador Carlos Massa Ratinho Júnior tem um olhar especial para os colégios cívico-militares, uma vez que transformam e formam cidadãos. Não é obrigatório estudar no Colégio Estadual Antônio Diniz Pereira – o município tem outros estabelecimentos estaduais para quem prefere o ensino padrão”, lembrou Carlos Gil.

Em maio, alunos dos Colégios Cívico-Militar Olavo Bilac (Faxinal) e Anita Garibaldi (Jardim Alegre) participaram da passagem de comando da Polícia Militar em Ivaiporã. 

Fonte: Assessoria de Imprensa - Lúcia Lima

 Galeria de Fotos

 Veja Também